gtag('event', 'purchase', { 'transaction_id': 't_12345', 'currency': 'USD', 'value': 1.23, user_data: { email_address: 'johnsmith@email.com', phone_number: '1234567890', address: { first_name: 'john', last_name: 'smith', city: 'menlopark', region: 'ca', postal_code: '94025', country: 'usa', }, }, items: [{ item_name: 'foo', quantity: 5, price: 123.45, item_category: 'bar', item_brand : 'baz', }], });
 
Buscar
  • Dra. Mariana Neto Silva

Setembro Amarelo


O Objetivo alertar as pessoas sobre os graves riscos que transtornos mentais podem causar.
Campanha Prevenção ao Suicídio

A campanha Setembro Amarelo tem como objetivo alertar as pessoas sobre os graves riscos que transtornos mentais podem causar. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), apontam que, a cada 40 segundos, uma pessoa é vítima de suicídio no mundo. No Brasil, a ABP aponta que 96,8% dos casos estão relacionados diretamente a algum transtorno mental, como depressão e ansiedade. Para reverter esse quadro é importante ficar atento aos sintomas e procurar ajuda quando necessário.


Devemos ficar atentos aos primeiros sinais de que a saúde mental pode estar comprometida. Muitas vezes não é necessário que você tenha sinais de ansiedade, palpitação ou sintomas depressivos. Um desconforto consigo mesmo, muitas vezes alterações do ritmo alimentar, com aumento ou diminuição da fome, um cansaço excessivo, uma exaustão, uma sensação de que não vai dar conta já podem ser indicativos.


Sintomas de ansiedade, sensação e o medo de que as coisas não deem certo tem acontecido muito agora, durante a pandemia. Além, claro, dos sintomas depressivos. Do rebaixamento de humor, sintomas de menos-valia e de autoestima baixa. Tudo isso são sinais de que a nossa saúde mental pode estar comprometida.


Devemos sempre oferecer acolhimento, ouvir e auxiliar na busca por ajuda. Estas posturas de respeito com aquele que está em sofrimento podem ser fundamentais à recuperação, enquanto o desdém e pouco caso podem amplificar a dor ou adiar um tratamento.


Procurar auxílio especializado pode ser determinante para salvar uma vida e é mais fácil do que muitos imaginam. O Centro de Valorização da Vida (CVV) é uma associação de utilidade pública federal, que presta um apoio emocional, voluntário e gratuito em prol da prevenção do suicídio. Qualquer pessoa que queira ou precise conversar sobre o assunto pode acioná-los por chat, telefone, e-mail ou presencialmente. Tudo é realizado com profissionalismo, sigilo total e anonimato. Basta acessar o site do CVV ou ligar para o número 188.


#pediatria#setembroamarelo💛#cuidados#love

5 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo